terça-feira, 22 de maio de 2012

Pratique as leis da espiritualidade...

Pensamento:

Quanto mais você se fortalece interiormente, se dá força, está do seu lado, menos você se deixar seduzir pela vaidade, pelo que os outros vão pensar. O apego é uma ilusão.

Luiz Antonio Gasparetto

302084_217610868307791_206470382755173_554923_1525569376_n

 

Bom Dia!

Na Índia, são ensinadas “quatro leis da espiritualidade”. Se aprendidas e aplicadas em nossas vidas, nos proporcionam um crescimento espiritual e como pessoas no caminho da evolução.

Veja quanta riqueza estas leis acrescentam em nossa vida!

A primeira diz: “A pessoa que vem é a pessoa certa”.

Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação.

No meu ponto de vista isso inclui situações familiares, amizades e trabalho.

A segunda lei diz: “Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido”.

Nada, nada absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…” ou “aconteceu que um outro…”. Não. O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.

Percebo que todas as experiências vividas me fizeram ser a pessoa que eu sou hoje.

A terceira diz: “Toda vez que você iniciar é o momento certo”.

Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem.

Para isso basta estarmos abertos a infinitas possibilidades.

A quarta e última afirma: “Quando algo termina, ele termina”.

Simplesmente assim. Se algo acabou em nossas vidas é para a nossa evolução. Por isso, é melhor sair, ir em frente e se enriquecer com a experiência. Não é por acaso que estamos lendo este texto agora. Se ele vem à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que nenhum floco de neve cai no lugar errado!

Estive refletindo a esse respeito, parece simples não é mesmo?

Mas quantas vezes nos amarramos a lembranças, lugares, situações, relacionamentos, empregos.

Outras vezes amarramos pessoas, com nosso silencio. Plantando dúvida, ou usando meias palavras, dando a entender o que na verdade não queremos que seja dito, adoramos ter pessoas nos apreciando,faz bem ao nosso ego. Sem percebermos que, essas amarras, estes cordões são os mesmos que nos farão tropeçar.

Está mais do que na hora de crescer, e neste processo, precisamos primeiro, saber quem somos o que queremos, onde pretendemos chegar.

Em segundo lugar, como já falei inúmeras vezes, aceitarmos e amarmos como somos, integralmente, mas isso não quer dizer ter Síndrome de Gabriela não é mesmo? Explico: ”Eu nasci assim, eu cresci assim, e sou mesmo assim vou ser sempre assim.” Precisamos reconhecer nossas falhas, e melhorarmos a cada dia, para que haja evolução de alma, que é o que realmente interessa.

Libertarmos as pessoas, com franqueza e transparência, pedindo perdão pelas falhas, sendo verdadeiros nos sentimentos, mesmo que nesse instante você venha perder algumas delas, por algum tempo, mas com a certeza ganhará o respeito próprio e a paz de espírito.

A verdade é a base para qualquer relacionamento.

Pense nisso!

Tenha um bom dia hoje !

 

Claudia Malavasi

Terapeuta Floral – Orlando, Florida - EUA.

17

Um comentário:

Dolce Cris Lampert disse...

Parabéns Amiga, pela luz q você irradia através das palavras. Iluminou o Dia de muita gente hoje. Postei sua msg no meu Face , se quiser visitar, será bem vinda!!!
Forte Abraço e Bom Dia!!!
Dolce Cris