quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Não se julgue inferior a ninguém...

Quando você está imune às opiniões e ações dos outros, não é vítima de sofrimento desnecessário.

(Don Miguel Ruiz )      

 

139412197_KrD0ZY1S_b

 

Olá, espero especialmente que você tenha

um Bom Dia HOJE!

Estamos praticamente no fim de mais um ano,

que termina logo, logo.

Mas que isso não impeça que faça destes poucos dias, grandes oportunidades à reflexão e ao crescimento como pessoa, e aproveite bem esse tempo para ainda alcançar a realização de algum objetivo seu.

Deixe-me fazer uma pergunta a você:

Em algum momento da sua vida, você encontrou pessoas que se mostravam ou pelo menos tentava se colocar como superiores a você?

Não estou me referindo cargos e à hierarquia em alguma organização. Mas, àquela sensação que alguém passa de superioridade ou ainda, a sensação sua de inferioridade?

Então, aproveitando este momento, vou falar sobre uma coisa da maior importância pra mim e pra você. Sobre sermos nós mesmos, autênticos, verdadeiro e único.

Para isso, vou ilustrar com uma historinha!

 

Certo dia, um Samurai, que era um guerreiro muito       orgulhoso, veio ver um Mestre Zen.

Embora fosse muito famoso, ao olhar o Mestre, sua beleza e o encanto daquele momento, o samurai sentiu-se repentinamente inferior.

Ele então disse ao Mestre:

- Por que estou me sentindo inferior?      

Apenas um  momento atrás, tudo estava bem.

Quando aqui entrei, subitamente me senti inferior e jamais me sentira assim antes.      

Encarei a morte muitas vezes, mas nunca experimentei medo algum.

Por que estou me sentindo assustado agora?

O Mestre falou:

- Espere.      

Quando todos tiverem partido, responderei.

Durante todo o dia, pessoas chegavam para ver o Mestre e o samurai estava ficando mais e mais cansado de esperar.

Ao anoitecer, quando o quarto estava vazio, o samurai perguntou novamente:

- Agora você pode me responder por que me sinto inferior?

O Mestre o levou para fora.

Era uma noite de lua cheia e a lua estava justamente surgindo no horizonte.

Ele disse:

- Olhe para estas duas árvores, a árvore alta e a árvore pequena ao seu lado.

Ambas estiveram juntas ao lado de minha janela durante anos e nunca houve problema algum.

A árvore menor jamais disse à maior "Por que me sinto inferior diante de você?"      

Esta árvore é pequena e aquela é grande - este é o fato, e nunca ouvi sussurro algum sobre isso.

O samurai então argumentou:

- Isto se dá porque elas não podem se comparar.

E o Mestre replicou:

- Então não precisa me perguntar.

Você sabe a resposta.

Quando você não compara, toda a inferioridade e superioridade desaparecem.      

Você é o que é e simplesmente existe.

Um pequeno arbusto ou uma grande e alta árvore, não importa você é você mesmo.      

Uma folhinha da relva é tão necessária quanto à maior das estrelas.      

O canto de um pássaro é tão necessário quanto qualquer ser, pois o mundo será menos rico se este canto desaparecer.

Simplesmente olhe à sua volta.      

Tudo é necessário e tudo se encaixa.

É uma unidade orgânica, ninguém é mais alto ou mais baixo ninguém é superior ou inferior.

Cada um é incomparavelmente único.

Você é necessário e basta!

Na Natureza, tamanho não é diferença.

Tudo é expressão igual de vida.

Então você não deve jamais permitir-se a sentir-se inferior a outros.

Acima de tudo, acredite, em você!

 

Pense nisso...

Tenha um Bom Dia Hoje!

 

Sigmar Sabin

Professor e Aprendiz da vida

th_0667w1_11n

Um comentário:

Cacau Jafet disse...

Olá Raquel!
Concordo com tudo!!!!É isso mesmo!!!!Eu já adotei esta postura!!!
bjossss